Museu de Belas Artes de Granada

Museu de Belas Artes de Granada

No Palácio de Carlos V, perto da Alhambra, encontra-se a pinacoteca mais importante de Granada: o Museu de Belas Artes. Reúne mais de duas mil obras, entre pinturas e esculturas. 

O Museu de Belas Artes de Granada abriu suas portas em 1839, convertendo-se em um dos primeiros museus públicos da Espanha. Em suas seis salas, expõe mais de duas mil obras de artistas da importância de Alonso Cano, Pedro Machuca, José de Mora e Juan Ramírez

Localizado no primeiro andar do Palácio de Carlos V, este museu expõe pinturas a óleo, madeira policromada, retábulos, trípticos, esculturas e alvenarias de couro feitas entre os séculos XVI e XVIII. 

A essa variedade de técnicas se contrapõe a temática quase exclusivamente religiosa da maioria das obras. Isso se deve ao fato de que muitas obras expostas foram recuperadas dos conventos e mosteiros que ficaram nas mãos do Estado depois da desamortização de Mendizábal, em 1836.

O Museu de Belas Artes foi inaugurado três anos mais tarde no antigo Convento de Santa Cruz de la Real. Depois de passar por várias sedes, finalmente foi instalado no Palácio de Carlos V, onde permanece desde 1958. 

Coleções

  • Sala I: reúne obras com grande influência flamenca, devido à falta de modelos a seguir na arte espanhola do século XV. Destaca-se um grupo grande de esculturas em madeira policromada e dourada. 
  • Sala II: abriga pinturas e esculturas do artista granadino Alonso Cano. É uma das salas mais interessantes de todo o museu. 
  • Sala III: a terceira sala está dedicada aos pintores que seguiram os passos de Alonso Cano, como Pedro Atasiano, Juan de Sevilla e José de Mora. 
  • Sala IV: as obras desta sala fogem à temática religiosa e representam paisagens, retratos e naturezas mortas. 
  • Sala V: abarca a arte granadina do século XIX, dedicada principalmente à decoração das casas burguesas. 
  • Sala VI: reúne obras de diferentes artistas que retrataram e utilizaram as paisagens da cidade como tema principal de suas obras. 
  • Sala VIII: esta sala reúne obras de artistas que triunfaram no panorama internacional do século XX. 
  • Sala IX: a última sala do museu está dedicada à arte contemporânea.

Horário

De 1º de abril a 14 de outubro:
De terça a sábado: das 9:00 às 20:00 horas.
Domingos e feriados: das 9:00 às 15:00 horas.
Segunda-feira: fechado.
De 15 de outubro a 31 de março:
De terça a sábado: das 9:00 às 18:00 horas.
Domingos e feriados: das 9:00 às 15:00 horas.
Segunda-feira: fechado.

Preço

Cidadãos da União Europeia: entrada gratuita.
Ciudadãos de outros países: 1,50€

Transporte

Ônibus: linhas 30 e 32.