Basílica de São João de Deus

Basílica de São João de Deus

A Basílica de São João de Deus é um dos melhores exemplos de igreja barroca em Granada. Em seu interior é possível visitar os restos mortais e as relíquias do santo

Uma das obras mais importantes da arquitetura barroca em Granada, juntamente com o Mosteiro da Cartuja, a Basílica de São de Deus abriga a sepultura do santo dos enfermos. 

História

No ano de 1737 a Ordem Hospitaleira de São João de Deus mandou construir uma basílica para abrigar os restos mortais do santo. Em meados do século, essa grande igreja barroca com um plano de cruz latina foi erguida na rua San Juan de Dios.

O interior do templo está ricamente decorado com madeira policromada, esculturas de santos e com grande predominância da cor dourada. Chama a atenção o imponente retábulo maior situado atrás do altar, decorado em ouro e com uma imagem de Nossa Senhora no centro. 

Durante a visita à Basílica de São João de Deus você poderá visitar as distintas dependências da igreja, como os gabinetes e a sacristia. 

Os restos mortais de São João de Deus

A parte mais interessante de visitar a basílica é ver os restos de São João de Deus. Na nave principal da igreja encontra-se a sepultura do santo, rodeada de velas, flores e alusões ao patrono dos enfermos.

Na parte superior da basílica se encontra uma pequena capela atrás do altar (camarín) que abriga objetos pessoais do santo. Numa urna de prata maciça pode-se ver a cruz de madeira que São João de Deus levava sempre consigo, dentes molares do santo e outras pequenas partes de seu corpo recuperadas para sua veneração. 

A cúpula e as paredes do cômodo estão decoradas com figuras de anjos e pinturas sobre a vida do santo. Uma visita realmente memorável. 

Horário

De segunda a sábado: das 10:00 às 13:00 horas e das 16:00 às 19:00 horas.
Domingos: das 16:00 às 19:00 horas.

Preço

Entrada geral: 4€

Transporte

Ônibus: linha 25.