Mosteiro de São Jerônimo de Granada

Mosteiro de São Jerônimo de Granada

O Mosteiro de São Jerônimo foi o primeiro mosteiro cristão construído depois da Reconquista de Granada pelos Reis Católicos. Nele encontra-se enterrado o Grande Capitão.

Um dos ícones mais representativos do renascimento granadino é o Mosteiro de São Jerônimo, localizado em pleno centro de Granada a poucos metros da Basílica de São João de Deus. Este complexo monástico que inclui uma grande igreja e dois claustros, é uma das visitas indispensáveis de Granada

História

A construção do Mosteiro de São Jerônimo começou pouco antes de que se produzisse um dos capítulos mais importantes da história de Granada: a Reconquista. No entanto, no ano de 1504 os Reis Católicos decidiram transportar as obras do mosteiro à sua localização atual e encarregaram o trabalho a Diego Siloé

Ainda que, num princípio, o edifício estivesse pensando num estilo gótico, o resultado final foi um mosteiro renascentista com uma grande igreja com um plano de cruz latina dentro. Grande parte da obra foi financiada pela viúva do Grande Capitão (Gonzalo Fernández de Córdoba y Aguilar), cujos restos mortais estão abrigados no mosteiro. 

A ordem dos jerônimos viveu no mosteiro até a invasão napoleônica, quando as tropas francesas ocuparam o edifício e derrubaram a torre principal. Depois da desamortização de Mendizábal, o mosteiro foi utilizado como quartel

Durante os séculos XX e XXI, as partes do Mosteiro de São Jerônimo que estavam mais precárias foram restauradas, assim como as obras artísticas aí abrigadas, deixando esse complexo religioso com o aspecto que tem atualmente. 

Visita ao Mosteiro de São Jerônimo

O mosteiro é constituído pela Igreja de São Jerônimo e por mais dois claustros rodeados por diversas dependências e capelas. Na atualidade é possível visitar apenas o primeiro andar, uma vez que no andar superior vivem freiras reclusas. Durante a visita é possível ver o claustro principal, que está decorado com laranjeiras e conta com sete portas que conduzem a diferentes capelas. 

Em uma das esquinas do mosteiro está erguida a Igreja de São Jerônimo, a parte mais espetacular da visita. Ela foi construída no século XVI e trata-se de uma das igrejas mais espetaculares de Granada. Destaca-se o retábulo maneirista da capela maior, onde descansam os restos mortais do Grande Capitão e sua mulher. Esta grande obra-prima da escultura andaluza representa as cenas mais heroicas deste nobre guerreiro procedente de Córdoba.

Horário

De março a agosto:
Todos os dias das 10:00 às 13:00 horas e das 16:00 às 19:30 horas.
De setembro a fevereiro:
De segunda a sábado: das 10:00 às 13:00 horas e das 15:00 às 18:30 horas.

Preço

Entrada geral: 4€
Menores de 10 anos: entrada gratuita.

Transporte

Ônibus: linha 25.